You are currently viewing RBA: Metaverso e NFT

RBA: Metaverso e NFT

Novidades já esboçam movimento no mercado brasileiro

No início do ano, o público brasileiro ficou surpreso e espantado com a notícia de que o atacante brasileiro Neymar virou colecionador de NFT. Ele pagou mais de R$ 6 milhões ao comprar duas obras de artes digitais da coleção Bored Ape Yacht Club, uma das mais caras do mercado.

Depois disso ficou a pergunta: o que é NFT? Trata-se de um “Token (dispositivo eletrônico gerador de senhas) não fungível (específico e individual que não pode ser substituído)” que funciona como chave que certifica um artefato digital como único. Fora do ambiente virtual, é a garantia de que o quadro foi pintado pelo artista.

O assunto pode até ser novidade no Brasil, mas no mundo já é uma tendência consolidada. Outra novidade é o metaverso, onde astros como Eminem (rapper) e esportistas de renome da NBA, como ‘Stephen Curry’ e ‘Shaquille O’Neal’ (basquete) e o apresentador de TV Jimmy Fallon já têm presença garantida.

Metaverso

Fenômeno mundial, o metaverso é outro destaque no meio tecnológico. Trata-se de um mundo virtual em que as pessoas imergem completamente e podem trabalhar lá dentro e até mesmo dar uma festa com amigos que fisicamente estão em qualquer lugar do planeta.

O novo ambiente rompe as barreiras entre os mundos físico e digital. Nele as pessoas assumem personagens (avatares) que podem ser completamente diferentes de como são na vida real, ao escolher o tipo de corpo, cor de pele, etnia, cabelo, roupas e podem até comprar bens e propriedades como casas e carros.

O mundo que parece ser de fantasia tem, no entanto, uma aparência com a realidade física. Se a pessoa quiser ser rica lá dentro, deverá pagar somas vultosas para ter casas luxuosas e outros bens e objetos.

Tudo isso só é possível graças ao avanço da realidade virtual, Inteligência Artificial e o desenvolvimento da internet. De acordo com o professor de comunicação da PUC-RS, Eduardo Pellanda, o metaverso é um espaço on-line, compartilhado, que faz com que as pessoas consigam interagir como se estivessem no mundo físico e convivam ao som de músicas e presença de marcas e empreendimentos.

“Metaverso” é uma tendência que tem potencial de ser um novo sistema de comunicação on-line, substituindo redes sociais e a própria web. Além dos óculos Rift, temos grandes empresas como Google e Apple que estão por trás de novas soluções que devem ser lançadas em breve”, adiantou.

A lista de grandes empresas que têm investido no novo universo virtual é longa. Alguns exemplos são o Facebook, que entrou de cabeça na nova tendência e até mudou o nome de sua holding, de mesmo nome, para ‘Meta’. Marcas como Nike, Vans, Gucci e Ralph Lauren investiram no jogo Roblox (onde os jogadores criam seus próprios mundos virtuais) e as Lojas Renner já estão presentes no jogo Fortnite (cuja meta é a exploração, procura de equipamentos, armas e sobrevivência).

Fonte: Rodrigo Miranda, Assessoria de Comunicação do CFA

Clique, aqui, e leia o restante dessa matéria na Revista Brasileira de Administraçãoedição 146.