You are currently viewing Condomínios: gestão profissional tende a diminuir reclamações

Condomínios: gestão profissional tende a diminuir reclamações

Viver em um condomínio com poucas reclamações é a realidade da moradora Distrito Federal Crislane Borges: “Eu creio que, por conta de ser bem administrado, não tem muitas reclamações. Vez ou outra tem um morador que reclama”, fala.

Essa tranquilidade tem a ver com a forma de administração do condomínio, que conta com uma empresa terceirizada. O administrador  e diretor da Primazia Soluções para Condomínios, Sergio Avelino, garante que esse tipo de assessoramento cresceu com a pandemia por ter impacto direto na diminuição de conflitos. Segundo ele, isso acontece porque as reclamações passam a ser tratadas de forma mais profissional:

“A administração profissional se preocupa, primeiramente, com o planejamento. Planejamento financeiro, manutenção preventiva, planejamento legal, entre outros”, explica.

A gestão profissional condominial fica responsável por demandas, como contratação e terceirização de empregados, suporte legal ao condomínio e cobranças de contribuições. Por isso, Avelino destaca a importância de contar com o suporte de profissionais capacitados para cada área:

“Sobretudo naqueles assuntos mais técnicos, seja na parte legal, ou de reforma, ou na área de segurança patrimonial. O domínio que o administrador profissional tem que ter é na parte de gestão, seja planejamento financeiro, de material ou de pessoa, por exemplo”, afirma o administrador.

Setor gera empregos

A pandemia transformou os condomínios em potenciais e verdadeiras zonas de conflito. Por isso a gestão profissional ganhou mais força nesses espaços. Para a administradora Neusa Maria Tribeck, a contratação desse tipo de serviço cresceu durante a pandemia devido à forma como os problemas passaram a ser gerenciados:

“Crianças estavam impedidas de frequentar escolas e causavam, às vezes, algum aborrecimento a outros moradores que estavam trabalhando em home office. Se fosse o síndico morador, o síndico condômino, ele teria muito mais dificuldade porque ele também estava sofrendo o mesmo processo. O síndico profissional racionaliza os fatos para ajustar a situação”, afirma. 

Como proprietária de empresa de Administração condominial e escola de formação de síndicos profissionais, Neusa espera uma demanda alta por profissionais especialistas nesse segmento. O também administrador de Empresas e diretor da Primazia Soluções para Condomínios Sergio Avelino concorda. Ele não tem dúvidas de que a contratação do sindico profissional deve aquecer o mercado, sobretudo com formados em Administração.

“O mercado de administração de condomínios ainda é muito informal e isso, consequentemente, abre espaço para aquelas pessoas que se preocupam com com a profissionalização e da estruturação do mercado de administração de condomínios”, disse.

A contratação de um síndico profissional e empresa terceirizada é definida em assembleia. Para que o tipo de serviço saia como planejado, a dica é buscar referências e pesquisar se a empresa de gestão é registrada em Conselho Regional de Administração.

 

FONTE: Adriana Mesquita / Maria Natália Terra, Rádio ADM e Ana Graciele Gonçalves, Assessoria de Comunicação CFA