You are currently viewing CRA-ES discute melhorias na implementação de práticas profissionais em cursos de Administração 

CRA-ES discute melhorias na implementação de práticas profissionais em cursos de Administração 

A ocasião marcou o início das comemorações do mês da Administração

Como implantar práticas profissionais efetivas no curso de administração. Esse foi um dos temas debatidos no IX Fórum da qualidade do ensino da Administração, realizado pelo Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES) no dia 1º de setembro. O evento marcou a abertura das comemorações do mês da Administração, que completa 57 anos de regulamentação nesta sexta-feira (9), debatendo formas de aproximação entre o aluno e o mercado de trabalho.

O fórum foi realizado na sede do CRA-ES, contando com a presença de representantes do Conselho Federal de Administração (CFA), do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe-ES) e do Ministério Público do Trabalho (MPT).

“O Conselho Regional de Administração protagoniza, com muito orgulho, por meio deste fórum, debates de grande relevância para o mundo acadêmico e importância para a Educação do País, como as Novas Diretrizes Curriculares Nacionais, assunto que o CRA-ES, há algum tempo, já vem alinhando com diversos diretores e coordenadores de instituições de ensino desse estado”, ressaltou o presidente do CRA-ES, Adm. Maurílio Inês.

As Novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) do curso de Administração foram o primeiro ponto de pauta do fórum. A palestra foi conduzida pela administradora Cláudia de Salles Stadtlober, representante do CFA no Rio Grande do Sul e diretora da Câmara de Formação Profissional do Conselho Federal.

A profissional, que participou da comissão que revisou as diretrizes em 2020, explicou que um dos maiores desafios foi lidar com o contexto da Administração nos últimos anos, que registra um baixo número de alunos ingressantes e indicadores de qualidade de ensino que não são favoráveis. Entre as soluções encontradas está a união crescente entre a prática e a teoria, conscientizando a comunidade acadêmica sobre a importância do ensino e da extensão.

“O maior desafio para implementação das diretrizes se chama modelo mental, porque isso tem que mudar no dirigente da instituição, no coordenador, nos professores, para rever essa modelagem e realmente implementar uma diretriz curricular que cause impacto para a área de gestão”, enfatizou durante a palestra.

Outro foco do fórum foi a apresentação do projeto Clínica de Negócios, iniciativa do CRA-ES, que surgiu visando prestar apoio a empresas com problemas de gestão. Mais de 200 empresas que precisavam recuperar o próprio negócio receberam atendimento online e gratuito por meio de profissionais da Administração voluntários.

O projeto cresceu e passou a receber também alunos da graduação, colocando os estudantes em contato direto com a prática profissional. “A formação prática que esses alunos recebem os capacita para empregabilidade imediata e a finalidade é estender esse projeto às demais instituições de ensino”, destacou o presidente do CRA-ES, Maurílio Inês.

O administrador Glaucio Siqueira, coordenador da Câmara de Empreendedorismo e Inspiração do CRA-ES e responsável pelo  projeto, ressaltou a importância da iniciativa para fortalecimento das empresas e, principalmente, para a participação ativa do Conselho na formação dos alunos. “O que nós estamos fazendo aqui eu espero que seja um modelo que se espalhe pelo país, como modelo de ensino, como modelo de inserção do Conselho na vida dos estudantes”, destacou.

Identificação e investigação de fraudes nos estágios

Um importante fator no processo de formação desses estudantes é a inserção na prática profissional por meio do estágio supervisionado, processo que nem sempre é feito da forma correta. Os procuradores, Tadeu Henrique Lopes da Cunha e Renan Bernardi Kalil, do Ministério Público do Trabalho, falaram sobre a Lei do Estágio e o Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o CRA-ES e o MPT, com o objetivo de identificar e evitar irregularidades na prática do estágio em Administração.

O intuito é identificar problemas comuns nessa fase da formação, como o desvirtuamento do trabalho, a utilização do estagiário no lugar de um profissional habilitado, e a supervisão do aluno por profissionais não habilitados. “A grande ideia do Acordo de Cooperação Técnica é aproximar essas duas instituições que, no final, tem essa função de fiscalizar a atividade do estagiário e dar mais efetividade ao estágio, evitar irregularidades”, ressaltou Renan Kalil.

Bruno Loyola, presidente do Sinepe-ES, parabenizou a iniciativa do CRA-ES pela realização do fórum. “Temos convicção de que este momento é uma contribuição para a disseminação do conhecimento e do aprendizado, com o objetivo de atualizar, incentivar e capacitar os profissionais e toda a comunidade acadêmica do curso de Administração do nosso estado”, enfatizou.

 

MÊS DA ADMINISTRAÇÃO

O Dia do profissional da Administração é comemorado em 9 de setembro. Em 2022, a Administração completa 57 anos de regulamentação. Por esse motivo o mês Setembro é um marco para os estudantes e profissionais de Administração. Além de celebrar a data, o Sistema CFA/CRAs quer levar o profissional a refletir e se preparar cada vez mais para o mercado. Com o tema “Gestão de Novos Negócios, Inovação e o Futuro do Profissional da Administração”, o CRA-ES oferece um ciclo de qualificação, que acontecerá durante todo o mês de setembro. Saiba mais em: https://www.craes.org.br/mes-adm/